Posts recentes

Tags

Você está satisfeita com seu corpo? Saiba como funcionam as cirurgias plásticas em diferentes regiõe


autoestima

Mulheres tendem a sempre achar um defeito ou outro no próprio corpo, por menor que ele seja. É importante reeducar a própria mente para se amar mais do jeito que se é, mas naqueles casos em que a insegurança persiste, nada melhor do que investir na própria autoestima, não é mesmo? Mas antes disso é importante que você conheça e entenda em que, de fato, uma cirurgia pode ou não ajudar, quando são necessárias e viáveis e principalmente SE ELA É PARA VOCÊ! Se você está cogitando alguma intervenção cirúrgica, confira abaixo se ela se encaixa nas suas necessidades: LIPOASPIRAÇÃO Muito desejada pela maioria das mulheres que querem dar mais proporção e contorno ao corpo. Ela remodela áreas específicas do corpo, removendo o excesso de depósitos de gordura. No entanto é preciso que a paciente tenha clareza quanto ao fato de que esse não é um tratamento para a obesidade e não substitui a prática de exercício físico e bons hábitos alimentares. Ela é indicada para quem já possui uma rotina saudável de alimentação e exercícios, mas que não consegue se livrar das "gorduras localizadas". ABDOMINOPLASTIA Outro procedimento muito procurado, ele elimina a flacidez e a gordura na barriga e restaura os músculos, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado. Mas assim como a lipoaspiração, essa cirurgia não serve para tratar outras doenças como obesidade e depende de hábitos saudáveis para que seus resultados sejam permanentes. Por esta razão, pessoas que estão planejando perder peso substancial ou mulheres que consideram futuras gestações são aconselhadas a postergar a cirurgia de abdominoplastia. Ela é indicada para quem, mesmo com exercício físico, sente o abdômen protruido, frouxo e flácido. LIFTING FACIAL Esse procedimento é indicado e eficaz na melhoria de sinais visíveis de envelhecimento (flacidez, rugas, sulcos) no rosto e no pescoço. Mas antes de realizá-la é preciso entender que como uma cirurgia reparadora, ela não para o processo de envelhecimento! Além disso, como qualquer cirurgia da face, é um procedimento altamente individualizado e você deve fazê-lo para si mesmo, não para satisfazer os desejos de outra pessoa ou para se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal. RINOPLASTIA Queridinha do momento, ela melhora a aparência e a proporção do nariz e também pode corrigir dificuldade respiratória causada por anormalidades estruturais. Esse é um procedimento que tem relação direta com a autoestima do paciente e quem a busca, em geral, sofre com o aspecto que o nariz causa na harmonia facial. Por isso, além de estar fisicamente saudável, não fumar e já ter completado 13 anos, é de extrema importância que o paciente tenha uma atitude positiva e expectativas realistas em relação ao resultado. Nesse último caso, a sinceridade com o cirurgião e o diálogo são a chave para a satisfação. BOTOX Injeção não cirúrgica, por isso minimamente invasiva. A aplicação da toxina botulínica reduz ou elimina, temporariamente, linhas de expressão, rugas, pés de galinha perto dos olhos e bandas grossas no pescoço e por isso é muito procurada por quem quer combater os sinais da idade. Mas antes de investir no Botox é preciso ter em mente que ele não vai resolver todos os tipos de problemas de pele. Ele pode diminuir rugas sob os olhos, mas não é possível reparar os danos causados pelo sol. Também é importante entender que a espessura de pele, o tipo e o grau de enrugamento são determinantes na eficácia da toxina botulínica. MAMOPLASTIA Pode ser indicada tanto para redução, quanto para aumento das mamas (mais conhecido como silicone). O silicone ainda é o desejo de muitas mulheres que sonham com seios maiores, mais firmes ou proporcionais a seus corpos. Apesar de ser muito desejada, ainda é necessário esclarecer que mamoplastia de aumento não corrige seios severamente caídos. Por isso, se você deseja um resultado que corrija a flacidez, o procedimento de elevação da mama pode ser realizado ao mesmo tempo que o aumento de mama ou, então, pode ser necessária uma segunda cirurgia. Seu cirurgião plástico irá ajudá-la a tomar esta decisão. Já para outras mulheres o desconforto é causado pelo excesso de seio, seja por fatores emocionais ou pelo fato de que seios muito grandes podem causar dores na coluna devido a seu peso. Nesses casos as pacientes podem recorrer à redução de mama, que remove o excesso de gordura, o tecido glandular e a pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o seu corpo e aliviar o desconforto. MASTOPEXIA Essa sim é indicada para quem quer dar um jeitinho nas mamas caídas. Também conhecida como lifting de mama, a cirurgia promove a retirada do excesso de pele e remodelagem das mamas já que os seios da mulher muitas vezes mudam devido a gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento e até mesmo hereditariedade. Outro problema constantemente apresentado pelas pacientes e que pode ser solucionado com a cirurgia é o alargamento da aréola. Assim como todas as outras cirurgias que têm um apelo estético, este procedimento deve ser feito para si mesma, não para satisfazer os desejos de alguém ou para tentar se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal. BLEFAROPLASTIA A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores, pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior. Já as bolsas sob os olhos, excesso de pele e rugas finas debaixo dos olhos são resolvidas com a cirurgia na pálpebra inferior. Esse tipo de cirurgia é indicado principalmente para casos em que a visão fica comprometida com o excesso de pele. ______

Agora que você já conhece mais sobre todos esses procedimentos e pode refletir se aquele que você deseja se encaixa nas suas necessidades e possibilidades, poupe preocupações: procure um médico confiável. Para se certificar sobre sua especialidade, é só pesquisar nos sites da SBCP ou ACM. Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.