Posts recentes

Tags

Saiba Mais Sobre a Cirurgia Plástica Pós-Bariátrica


Há casos de obesidade em que a saúde do paciente fica comprometida a um nível em que isso interfere em diversos âmbitos de sua vida: autoestima, saúde física e hormonal, podendo comprometer até mesmo a sua locomoção. Nesses casos é possível recorrer à cirurgia bariátrica. Ela possibilita que o paciente remodele mais do que seu corpo, sua vida, através da perda de peso. No entanto, isso acontece de forma muito acelerada e a pele pode não acompanhar esse processo de redução, é aí que surgem a incomoda flacidez e o temido excesso de pele. É comum que os braços fiquem flácidos, as mamas podem ficar achatadas e caídas, o abdômen pode se estender nas laterais e na zona inferior, a virilha e as coxas também podem apresentar flacidez, ocasionando bolsas suspensas de pele... Assim, o que era um sonho pode gerar outro desconforto. Mas, felizmente, nesses casos onde a pele não se reestrutura à nova condição do corpo, o paciente pode recorrer à cirurgia plástica para retirada do excesso de pele. Mas fique atento, elas só devem ser realizadas quando o objetivo da perda de peso estipulada pelo seu cirurgião bariátrico for atingido ou quando ocorreu a estabilização do peso. Essa estabilização do peso geralmente ocorre entre 01 e 02 anos após a cirurgia bariátrica. Alguns casos podem necessitar de cirurgia plástica muito antes da estabilização, quando a sobra de pele e excesso gorduroso prejudicam em muito a sua locomoção. Entre as áreas que podem precisar de intervenção estão: Mamas Abdome Braços Coxas Face A avaliação da necessidade da realização destas deve ser feita com um cirurgião plástico certificado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, bem como a ordem em que elas devem ser feitas, já que realizar todas ao mesmo tempo, dificilmente é indicado. Mas se você ficou curioso, a ordem costuma ser: Primeiramente, abdome. A seguir, mamas, braços, coxas e face. As vezes a ordem pode ser mudada de acordo com a vontade do paciente, desde que não contrarie frontalmente a lógica. Se você passou pela cirurgia bariátrica e ainda está com o pé atrás com relação à cirurgia plástica, conte comigo para esclarecer dúvidas. Fonte: Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica