Posts recentes

Tags

Mamoplastia: entenda os tipos de procedimentos

Quando o assunto são os seios femininos, a mamoplastia é uma das soluções mais indicadas - sejam as razões da indicação médicas ou estéticas. Mas, afinal, para que ela serve?

Trata-se de uma cirurgia plástica capaz de modificar o formato das mamas para torná-lo mais harmonioso e proporcional ao restante do corpo. E, embora ela esteja comumente associada à redução de tamanho, o procedimento também pode aumentar e até alterar a aparência dos seios.

MAMOPLASTIA DE AUMENTO

A mamoplastia de aumento conta com o apoio do famoso “silicone”, responsável por conceder volume e firmeza para seios muito pequenos ou flácidos. As próteses modernas garantem não apenas seios maiores, mas também uma aparência natural e harmônica.

A aplicação pode ser realizada através de uma incisão feita no sulco mamário, aréola ou axila; e o implante pode ser colocado tanto abaixo das glândulas mamárias quanto do músculo. As decisões variam a cada caso, tendo sempre em mente um melhor resultado para o paciente.

MAMOPLASTIA DE REDUÇÃO

A mamoplastia redutora, por sua vez, é indicada para seios muito volumosos, capazes de causar desde desconfortos estéticos até problemas posturais e na coluna. Além disso, mamas pesadas costumam adquirir certa flacidez com o passar do tempo, o que também pode causar incômodos e afetar a autoestima.

Aqui, a cirurgia tem como objetivo remover o excesso de gordura, o tecido glandular e as “sobras” de pele para atingir um tamanho de mama proporcional com o corpo do paciente. Assim como na de aumento, na mamoplastia redutora o tipo de incisão e a quantidade de tecidos removidos varia conforme as particularidades de cada paciente.

MASTOPLASTIA E MASTOPEXIA

Além dos dois tipos mais conhecidos, existem também a mamoplastia reparadora e a mastopexia. A primeira, também chamada mastoplastia, é responsável por tratar assimetrias dos seios. A cirurgia corrige desde a diferença de tamanhos e formatos até posição das aréolas. Já a mastopexia é mais conhecida como “lifting” das mamas e está associada à flacidez.

Com tantas opções disponíveis, é válido ressaltar que o acompanhamento profissional é sempre necessário para evitar resultados desagradáveis e possíveis complicações clínicas.

Para tirar todas as suas dúvidas sobre a mamoplastia e conhecer as técnicas mais indicadas para o seu caso, agende sua consulta na minha clínica e se prepare para renovar sua autoestima e construir uma relação mais saudável e harmoniosa com seu corpo!