Posts recentes

Tags

As maiores dúvidas sobre botox e preenchedores


Quando o assunto é rejuvenescimento facial, a toxina botulínica (botox, para os íntimos) e os preenchedores são os queridinhos dos Cirurgiões Plásticos, mas quais as diferenças e semelhanças entre os dois procedimentos?

Para início de conversa, é preciso entender que tanto o botox quanto os preenchedores faciais têm o mesmo propósito: atenuar marcas e linhas de expressão já existentes e prevenir o aparecimento de novas. Além disso, ambos os procedimentos são feitos através de injeções aplicadas por profissionais especializados. Entretanto, as indicações podem divergir, dependendo dos objetivos a serem alcançados pelo paciente.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE ELES?

O botox, por exemplo, funciona bloqueando os sinais nervosos dos músculos onde é injetado, paralisando-os temporariamente com a intenção de suavizar ou até remover rugas. Ele é composto, em essência, por uma forma purificada da toxina botulínica obtida de bactérias, e é eficaz no tratamento de linhas de expressão dinâmicas, ou seja, causadas pelos movimentos repetitivos ou excessivos da face. O efeito esperado tem duração de 4 e 6 meses, dependendo da capacidade de absorção de cada organismo.

Já os preenchedores faciais são indicados para o que chamamos de “rugas estáticas” e também os processos naturais de envelhecimento, como a flacidez e a perda de volume. Ao contrário do botox, eles não representam apenas uma substância e possuem diversas fórmulas. Os ingredientes mais comuns nos preenchedores são a hidroxiapatita de cálcio, o ácido polilático, e o famoso ácido hialurônico (também encontrado em tratamentos tópicos).

Os preenchedores são responsáveis pela reposição do volume perdido e, quando associados aos bioestimuladores, estimulam a produção de colágeno natural pelo organismo. A duração média do efeito dos preenchedores é variável, sendo em média 12 meses.

OS PROCEDIMENTOS SÃO INDICADOS PARA QUEM?

Mesmo com efeitos diferentes entre si, tanto a aplicação do botox quanto a dos preenchedores faciais são indicados para homens e mulheres que apresentem sinais de envelhecimento facial - normalmente, os primeiros aparecem em torno dos 25 anos de idade.

É importante ressaltar que, para a realização do procedimento, é necessário que os pacientes não tenham relatos de reação aos componentes das fórmulas, nem sofram de doenças autoimunes ou imunossupressoras.

Outra semelhança entre os dois produtos é que, por atuarem em diferentes “áreas” do envelhecimento facial, é possível realizar os dois em uma mesma sessão. Entretanto, detalhes como o preenchedor escolhido, a quantidade necessária para um bom resultado e locais estratégicos para a aplicação são decisões que requerem acompanhamento médico profissional.

Saiba mais sobre o botox e os preenchedores faciais e tire suas dúvidas comigo: agende AGORA sua consulta!