Mastopexia

Mastopexia_
Mastopexia_

Mastopexia_
Mastopexia_

1/1

Essa sim é indicada para quem quer dar um jeitinho nas mamas caídas. Também conhecida como lifting de mama, a cirurgia promove a retirada do excesso de pele e remodelagem das mamas já que os seios da mulher muitas vezes mudam devido a gravidez, amamentação, oscilações de peso, envelhecimento e até mesmo hereditariedade. Outro problema constantemente apresentado pelas pacientes e que pode ser solucionado com a cirurgia é o alargamento da aréola.

Assim como todas as outras cirurgias que têm um apelo estético, este procedimento deve ser feito para si mesma, não para satisfazer os desejos de alguém ou para tentar se adaptar a qualquer tipo de imagem ideal.

PRÉ-OPERATÓRIO

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica,

 

• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais,

• Realizar uma mamografia de base antes da cirurgia e outra após a cirurgia para ajudar a detectar quaisquer mudanças futuras no seu tecido mamário,

• Parar de fumar bem antes da cirurgia,

• Evitar tomar aspirina, anti-inflamatórios e medicações naturais, pois podem aumentar o sangramento.

PÓS OPERATÓRIO

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite, após a cirurgia. Você precisará de ajuda e repouso.

Após o procedimento, serão colocados curativos sobre as incisões e será necessário usar uma bandagem elástica ou sutiã para minimizar o inchaço e sustentar a mama. Além disso, um dreno pode ser temporariamente colocado sob a pele para drenar qualquer excesso de sangue e de fluido que possam acumular após a cirurgia.

 

Se após receber alta você sentir falta de ar, dores no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

 

Você será instruído sobre como cuidar de seus seios após a cirurgia, medicamentos para tomar por via oral para ajudar a reduzir os riscos de infecção e também sobre o acompanhamento pós-operatório que deverá ser feito com o cirurgião plástico.

 

Atenção: é importante que as incisões cirúrgicas não sejam submetidas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização.