Gluteoplastia

Gluteoplastia_
Gluteoplastia_

1/2

A gluteoplastia é a cirurgia plástica que visa aumentar o volume na região glútea. Ideal para quem quer dar mais contorno para o glúteo e o quadril, mas não alcança os resultados desejados através de atividades físicas.

 

Existem duas possibilidades para a realização do procedimento cirúrgico, confira a seguir:

  • Implante de próteses de silicone: é feita uma incisão (corte) no sulco vertical natural que existe entre as nádegas, para introdução das próteses. A escolha delas varia de acordo com fatores individuais e deve ser feita em conjunto pelo paciente e o cirurgião plástico. O silicone confere um formato mais arredondado às nádegas.

  • Enxerto de gordura: este tipo de gluteoplastia é normalmente associado a uma lipoaspiração. Dessa forma, a gordura (da barriga ou das pernas, por exemplo) é extraída de uma parte do corpo e reposicionada na região dos glúteos.

 

A escolha de qual técnica será utilizada na sua gluteoplastia deve ser tomada em conjunto com o cirurgião plástico, alinhando: expectativas, tipo de corpo, resultados de exames, dentre outras considerações.

É importante sempre ressaltar a importância da associação do procedimento a uma vida ativa e de hábitos saudáveis, já que a cirurgia não corrige estrias, flacidez ou celulites, assim como não tem o objetivo de corrigir o sulco glúteo (entre as nádegas e as coxas). Essas imperfeições são alvo de outras cirurgias plásticas.

PRÉ-OPERATÓRIO

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica;

• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais;

• Parar de fumar bem antes da cirurgia;

• Evitar tomar aspirina e alguns anti-inflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais como o que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho) e informações sobre o tipo de anestesia a ser realizada e orientações sobre cuidados pós-operatórios serão discutidos diretamente entre médico e paciente.

PÓS-OPERATÓRIO

 

Você será instruída sobre os quais medicamentos aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.

 

O resultado após a cirurgia é bastante visível, mas o inchaço demora cerca de seis meses para desaparecer totalmente. Esse também é geralmente o tempo necessário para voltar aos exercícios físicos de forma progressiva – nunca aplicando imediatamente a mesma carga de antes.

 

Atenção: é importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização.