Blefaroplatia

Blefaroplastia
Blefaroplastia

Blefaroplastia
Blefaroplastia

1/1

A cirurgia da pálpebra superior remove o excesso de depósito de gordura que aparece como inchaço nas pálpebras superiores, pele frouxa ou flacidez que cria dobras ou incomoda o contorno natural da pálpebra superior, às vezes prejudicando a visão, e pode ser tratada com cirurgia de pálpebra superior. Já as bolsas sob os olhos, excesso de pele e rugas finas debaixo dos olhos são resolvidas com a cirurgia na pálpebra inferior. Esse tipo de cirurgia é indicado principalmente para casos em que a visão fica comprometida com o excesso de pele.

PRÉ-OPERATÓRIO

 

Previamente à cirurgia, pode ser necessário:

 

• Fazer exames de laboratório ou avaliação médica;

• Tomar certos medicamentos ou ajustar seus medicamentos atuais;

• Parar de fumar bem antes da cirurgia;

• Evitar tomar aspirina e alguns anti-inflamatórios e medicamentos naturais,

 

pois podem aumentar o sangramento.

Instruções especiais como o que fazer na noite anterior e na manhã da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho) e informações sobre o tipo de anestesia a ser realizada e orientações sobre cuidados pós-operatórios serão discutidos diretamente entre médico e paciente.

PÓS-OPERATÓRIO

Você será instruído sobre como cuidar dos seus olhos, quais medicamentos aplicar ou tomar por via oral para ajudar na cicatrização e reduzir o risco de infecção, cuidados específicos com o local da cirurgia ou seu estado de saúde, e acompanhamento pós-operatório com o cirurgião plástico.

A cicatrização inicial após a cirurgia pode apresentar inchaço, irritação, olhos secos ou hematomas e desconforto que podem ser controlados com medicamentos, compressas frias e pomada lubrificante. Pode também haver irritação nos locais das incisões.

 

Se, após receber alta, você sentir falta de ar, dor no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

 

Atenção: é importante que as incisões cirúrgicas não sejam sujeitas à força excessiva, à escoriação ou ao movimento durante o período de cicatrização.